Rádio Liberdade 87,9
Segunda, 14 Agosto 2017 11:57

Denúncia de que atiradores teriam escalado o Regional para matar vítima de disparos mobiliza PM

Escrito por 

Um jovem de 22 anos foi levado para o Hospital Regional no início da noite deste sábado (12) com dois ferimentos à bala. Após chegar ao local, uma denúncia mobilizou diversos policiais e várias viaturas. A informação era de que os atiradores teriam ido até o hospital para concluir o assassinato de Saymon Silva. Os policiais verificaram toda a área interna e externa.

Os disparos aconteceram por volta das 19h00 na Rua Duque de Caxias, próximo à escola Estadual Coronel Osório, no Bairro Brasil. De acordo com o Tenente Morais, atiradores em uma moto passaram pelo local e abriram fogo. Saymon que já tem passagem policial foi atingido por dois disparos. Ele foi levado para o Hospital Regional por um amigo da família.

 

Os disparos atingiram o abdômen, sendo que este projétil chegou a transfixar. O segundo acertou a nádega e ficou alojado. Apesar dos ferimentos, os projéteis não acertaram órgãos importantes. Quando começou a receber o atendimento, pessoas que estavam no Regional escutaram barulho de pessoas andando sobre o telhado do hospital.

A Polícia Militar foi acionada e mobilizou um grande efetivo para verificar o que seria. A denúncia era de que os atiradores teriam subido no teto do Regional para matar Saymon. No entanto, após uma grande varredura nos quartos e cômodos do hospital e também na área externa, nada foi verificado. O oficial acredita que tudo não passou de uma suspeita.

Os policiais conversaram com Saymon, mas ele não conseguiu falar quem seriam os atiradores. Os familiares dele também não souberem dizer com quem Saymon teria alguma desavença. Uma testemunha disse que, por causa da rixa entre os Bairros Nossa Senhora Aparecida e São José Operário, os criminosos têm disparado em qualquer um que esteja em via pública.

Os policiais fazem rastreamento para tentar identificar os atiradores. Como os ferimentos não foram graves, Saymon recebeu alta médica para concluir a recuperação em casa.

Fonte: Patos Hoje 


Sábado, 16 Dezembro 2017
16:00 - 21:00
Clube do Ouvinte

Maria do Carmo

botao01