Rádio Liberdade 87,9
Liberdade FM

Liberdade FM

A queda de energia na zona rural de Rio Paranaíba no último sábado (28) tem causado muita dor de cabeça para um produtor rural. Desde o dia em que faltou energia na fazenda, o produtor e suas filhas tem tentado entrar em contato com a Cemig para a solução do problema, porém, não obtiveram sucesso.

Segundo relatos de uma das filhas do produtor que procurou nossa redação na manhã desta terça-feira (31) para denunciar o descaso da concessionária, os operários chegaram ir na região no domingo (29) e aparentemente solucionaram o problema. Mas na noite desta segunda-feira (30) um fio de alta tensão se rompeu de um poste que fica a cerca de 03 Km da sede da fazenda, encostou na cerca de arame e causou um grande prejuízo para o proprietário.

De acordo com informações apuradas pela nossa equipe, os animais que estavam próximo a cerca morreram eletrocutados e por pouco não houve uma tragédia ainda maior. Os proprietários da fazenda relatou que só viram as faíscas de fogo e os animais morrendo, não tendo para onde fugir.

O produtor desmaiou e sua esposa enrolou as mãos e perdeu a fala com a forte corrente elétrica. Após alguns minutos, eles conseguiram entrar em contato com a filha na cidade que acionou a Polícia Militar para socorrê-los. Eles foram levados para o Hospital Municipal e foram liberados pelo médico de plantão.

Um veterinário teve que ser chamado para ajudar a contabilizar os prejuízos causados pelo acidente. Nossa reportagem conversou com o veterinário e, segundo ele, morreram treze cabeças de gado leiteiro e outras duas ficaram com sequelas e não servirão mais para a produção de leite.  Ele ainda disse que o prejuízo do proprietário pode chegar a 70 mil reais, pela perda dos animais e pelo gasto com remédios.

Fonte: Paranaiba Agora 

Bandidos fortemente armados explodiram a agência do Banco do Brasil em Rio Paranaíba na madrugada desta quarta-feira (01). A população acordou assustada com várias rajadas de tiros que foram disparadas pelos criminosos durante mais ou menos 45 minutos. Segundo informações obtidas pela nossa reportagem que esteve no local, em cada esquina que cerca a agência havia dois bandidos armados disparando.

 

Ainda de acordo com as informações de populares, os bandidos utilizaram mais de dez bombas para explodir o cofre principal da agência que fica no centro da cidade. No momento em que nossa reportagem chegou no local, várias pessoas estavam do lado de fora assustados e tentando entender como tudo aconteceu.

 

De acordo com relatos de populares, diversas pessoas colheram os cartuchos de forte calibre utilizado pelos meliantes. A Polícia Militar isolou o local e a perícia foi acionada para a realizar os trabalhos de praxe.

 

Com o apoio de militares de outras cidades, rastreamentos já estão sendo feitos na tentativa de localizar e prender os autores.

 

Fonte: Patos Hoje 

Um temporal na tarde desta terça-feira (31) alagou diversas ruas em Patos de Minas. Com rajadas de vento e um forte volume de água, a chuva deixou os moradores muito assustados. Dezenas de árvores foram derrubadas na cidade. O Corpo de Bombeiros recebeu diversos chamados. Áreas críticas como as imediações da Lagoa Grande voltaram a ficar totalmente alagadas.

 

Na Avenida Fátima Porto, às margens do Córrego do Monjolo, foram pelo menos 5 árvores derrubadas. Todas caíram para dentro do córrego. Também houve queda de árvore na Rua Minas Gerais, Avenida Paranaíba, Praça Juquinha Caixeta, às margens da Lagoa Grande, Avenida Continental, Avenida Afonso Queiroz e em vários outros pontos na cidade. 

Também houve diversos pontos de alagamentos. Na avenida Fátima Porto, um carro ficou preso na enxurrada. Na Rua Barão do Rio Branco, próximo da Lagoa Grande, os moradores e comerciantes voltaram a sofrer com a inundação. Ainda houve o acidente com o operador de máquina e alagamento da ponte sobre o Córrego do Monjolo no final da Rua Vereador João Pacheco. 

Em alguns bairros, moradores registraram queda de granizo e várias ruas ficaram tomadas por barro e lixo. Na Rua Major Gote, o trânsito teve que ser interditado para retirada de uma placa publicitária que desabou. O tráfego de veículos ficou bastante confuso e exigiu muita paciência dos motoristas na principal rua da cidade. O semáforo da Rua José de Santana com a Rua Barão do Rio Branco ficou retorcido. 

O Centro Integrado de Comando e Controle- (CICC)- fez um alerta à população. O cuidado deve ser redobrado no trânsito para evitar acidentes. Eles orientam as pessoas a evitarem o tráfego pelas principais ruas da cidade, procurando caminhos alternativos e abrigo seguro. Não entrar nas enxurradas e se proteger.

As pessoas também devem evitar ficar debaixo de árvores, pois há perigo nas quedas de árvores. Procure ficar dentro de sua casa e/ou trabalho onde você possa se abrigar, desde que não seja área de risco. Se notar que se carro poderá ser arrastado pelas águas, pare, abandone o veículo e procure um lugar seguro. Se notar trincas e rachaduras em casa saia rapidamente e acione a Defesa Civil.

Em caso de emergência ligue para Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil, Corpo de Bombeiros Militar ou Samu pelos telefones 193 e 192. A vida está primeiro lugar.
 

Fonte: Patos Hoje

O trabalho dos agentes para evitar que substâncias ilícitas adentrem o Presídio Sebastião Satiro em Patos de Minas está cada vez mais complicado. Nesta quarta-feira (25), os agentes encontraram escondido dentro de uma cela um pão de sal recheado com diversas porções de droga. O detento foi identificado e deve responder por tráfico de drogas.

De acordo com a direção do Presídio, a apreensão aconteceu durante busca de rotina no Presídio. O pão com 9 porções de maconha e embalado com um saco plástico de cachorro quente foi localizado na cela 31 do Pavilhão 1. Para  configurar a venda da droga, os agentes encontraram uma balança improvisada com maço de cigarro e fio dental.

Os profissionais identificaram o proprietário da droga como sendo Alysson Guimarães Batista. Ele confessou ser o proprietário da droga. Diante disso, ele foi levado para a delegacia para ser ouvido pela autoridade policial. Alysson que está preso desde o dia 07 de março deste ano por tráfico de drogas, deve responder novamente por este mesmo crime.  

Fonte: Patos Hoje 

Um produtor rural foi feito refém durante um assalto a fazenda na zona rural de Presidente Olegário região de Andrequice nesta terça-feira (24). Os ladrões fugiram levando dinheiro, queijos e pertences das vítimas. Até o momento, ninguém foi preso.

O homem, de 63 anos, contou à Polícia Militar (PM) que ele estava no imóvel quando chamou pelo seu nome em sua propriedade. A vítima, então, atendeu era dois homens numa moto e com capacete e não reconheceu os mesmos. Neste momento, os dois armados com revólver o renderam a passaram a exigir dinheiro, joias e arma.

O produtor rural foi agredido pelos ladrões e sob vigia de um dos assaltantes teve a casa toda revirada. A vítima entregou R$1,3 mil em dinheiro que estava no seu bolso aos bandidos que levaram ainda 15 queijos, um balança digital e um relógio marca Oriente.

Depois que a dupla fugiu sentido a cidade de João Pinheiro, o homem conseguiu acionar a Polícia Militar que registrou a ocorrência. A vítima dispensou atendimento médico.

A Polícia Civil vai investigar o caso.

 

Fonte:POHoje 

A Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB) enviará cartas a cerca de 340 mil contribuintes que estão com indício de inconsistências na Declaração de Ajuste Anual do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (DIRPF) exercício 2017, ano-calendário 2016. Segundo a Receita, as inconsistências podem levar a atuações futuras. O envio das cartas começou esta semana e vai até o final do mês.
 
“O Projeto Cartas 2017 é uma iniciativa da Receita Federal destinado a estimular os contribuintes a verificarem o processamento de suas DIRPF e providenciarem correção, caso constatem erro nas informações declaradas ao Fisco”, explicou em nota a Receita.
 
O órgão esclarece que as cartas somente são enviadas aos contribuintes que podem se autorregularizar, isto é, contribuintes não intimados nem notificados. Não é necessário comparecer à Receita Federal.
 
Para saber a situação da declaração apresentada, basta consultar as informações disponíveis no site da Receita Federal, serviço Extrato da DIRPF, utilizando código de acesso ou certificado digital. A Declaração retida em alguma malha da RFB apresenta sempre a mensagem pendência. Junto com a pendência, são fornecidas orientações de como proceder no caso de erro na Declaração apresentada.
 
A sugestão para quem retificar a Declaração apresentada é acompanhar o seu processamento por meio do serviço disponível na internet: Extrato da DIRPF. Esta é a maneira mais rápida de saber o que ocorreu no processamento da Declaração e se há pendências que podem ser resolvidas pelo próprio contribuinte.
 
A Receita adverte que, caso o contribuinte não aproveite a oportunidade de se autorregularizar, poderá ser intimado formalmente para comprovação das divergências.
 
Após receber intimação, não será mais possível fazer qualquer correção na Declaração e qualquer exigência de imposto pelo Fisco será acrescido de multa de ofício de, no mínimo, 75% do imposto que não foi pago pelo contribuinte, ou que foi pago em valor menor do que o devido.
 
Fonte: Agência Brasil

Pesquisadores da Universidade Federal de Uberlândia – Campus Patos de Minas – investigam a presença do vírus da Zika em larvas coletadas na cidade. O estudo é divido em três fases e pode oferecer importante contribuição para a sociedade. O conhecimento gerado sobre a circulação destes vírus pode orientar estratégias de prevenção a epidemias e programas de controle do vetor.

A pesquisa é conduzida pelo Prof. doutor Guilherme Freitas do Laboratório de Microbiologia da UFU, Campus Patos de Minas e conta com a parceria do Serviço de Controle da Dengue da Prefeitura Municipal de Patos de Minas, além de outros pesquisadores da UFU em Uberlândia. Além do vírus da Zika, outros vírus também são estudados, como os quatro tipos de vírus da dengue, vírus Chikungunya, vírus da febre amarela, vírus Mayaro e o vírus da encefalite japonesa. Algumas dessas espécies são menos conhecidas e nunca foram estudadas na região, apesar de já terem sido identificadas em outras partes do Brasil.

 

O estudo é divido em três etapas. A primeira é desenvolvida pelos agentes de controle de endemias, que visitam as casas em diferentes regiões da cidade e quando encontram um criadouro coletam as larvas de mosquitos e encaminham ao Laboratório de Microbiologia da UFU. A segunda etapa começa com a contagem, separação e identificação das espécies das larvas de mosquitos. Já a terceira etapa consiste na extração do material genético das amostras e identificação das espécies virais por técnicas de biologia molecular. As etapas realizadas na UFU são desenvolvidas por alunos do curso de Graduação em Biotecnologia e são assunto de trabalhos de iniciação científica e de trabalhos de conclusão de curso.

O principal objetivo do trabalho é identificar quais vírus estão presentes em larvas de mosquitos coletadas na cidade, e assim auxiliar no monitoramento epidemiológico da região. A boa notícia, segundo o professor doutor Guilherme Freitas, é que o vírus da Zika ainda não foi localizado em nenhuma larva encontrada em Patos de Minas.

Estudos comprovaram que fêmeas de mosquitos infectadas pelo vírus da Zika podem transmiti-lo para seus descendentes e dessa forma, os ovos e as larvas já nascem infectados. Assim, esses mosquitos podem se tornar adultos transmissores da doença sem nunca ter picado uma pessoa. Tal forma de transmissão é conhecida como transmissão vertical e, já era conhecida para outros vírus, como o da dengue e o da febre amarela.

O professor lembra, no entanto, que apesar de todos os avanços alcançados nos últimos anos, a melhor maneira de prevenir epidemias causadas por vírus transmitido pelo Aedes Aegypti continua sendo a eliminação dos criadouros.  “Já está comprovado que a grande maioria dos focos de mosquitos são depósitos de água parada encontrados dentro das casas. Com o início da estação chuvosa a população deve redobrar os cuidados evitando qualquer local com água parada onde os mosquitos possam depositar seus ovos”, conclui Guilherme.

Fonte: Patos Hoje 

O Prefeito Jacques Soares Guimarães (PSD) informou ao vereador Edgar Rosa (PSB) que a Funasa já empenhou a segunda parcela dos recursos para a continuidade da obra do sistema de abastecimento de água da comunidade dos Bagres, viabilizada pelo deputado federal Tenente Lúcio (PSB).

O empenho dos recursos cumpre um compromisso firmado pelo próprio presidente da Funasa Rodrigo Sérgio Dias em recente audiência com o deputado e o vereador, da qual também participaram o prefeito Dr. Jacques e o secretário municipal de Saúde Gabriel Rosa.

Totalizando quase R$1, 450 milhão, o projeto é uma reivindicação do vereador Edgar, juntamente com o colega Gilnei Cabeceira (PP) e o ex-vereador Reginaldo Ferreira (PSB), sendo que a primeira parcela, no valor de R$ 724 mil, foi liberada no governo passado.

Na próxima semana, o vereador Edgar vai à Brasília para se encontrar com o deputado Tenente Lúcio, buscando agilizar a liberação do restante dos recursos. 

Na oportunidade, atendendo pedido de Dr. Jacques, ele também vai reivindicar verbas ao deputado Tenente Lúcio para construção das sedes do CAPS e do CRAS de Vazante, cujos projetos já estão prontos. “O prefeito quer fazer essas obras na área anexa ao prédio da nova escola Pró-Infância, localizada no antigo campo de futebol do Bairro Vazante Sul”, esclareceu o vereador.

Fonte: Câmara Municipal de Vazante 

Em entrevista ao Programa Rota do Crime, da Rádio Vitória FM, o Deputado Federal Eros Biondini (PROS-MG), disse ao radialista Ailton Pinheiro, que vem acompanhando há algum tempo a situação da crise hídrica em Paracatu e solicitou um plano de ação emergencial à COPASA para atendimento principalmente aos moradores dos bairros mais altos de Paracatu, que estão sem água há vários dias e também um compromisso de investimento, para que o problema não se repita nos próximos anos.


O Deputado Eros Biondini relatou que tem recebido inúmeras reclamações de moradores e que após receber as respostas oficiais, levará  o assunto à Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados.


"-Não é aceitável que que a Copasa não tenha feito os investimentos propostos no contrato que renovou com o município e nós precisamos de uma garantia de que isso será feito agora até porque a previsão de chuvas para a região Noroeste é 40% menor do que neste ano que passou”, alertou.


De acordo com o Deputado, a empresa "não pode deixar de honrar o seu compromisso com a população" alegando diminuição das chuvas pois outros municípios próximos não estão passando pelo problema do desabastecimento.


“-Grande parte da cidade, os bairros mais altos como o Novo Horizonte, Nsa Sra de Fátima, Alto do Açude, JK, Amoreiras e outros, estão há mais de 10 dias sem água porque a pressão da água não consegue alcançar, isso porque segundo informações técnicas que tive acesso, a captação também é feita de forma errada no Rio Santa Izabel,” disse.


Biondini disse ainda que um dos seus pedidos é que as contas dos moradores dos bairros afetados sejam revisadas e até canceladas

.
“-Já enviei um documento oficial da Câmara dos Deputados à COPASA e também a outros órgãos como a ARSAE, que é a agência que regula o setor de saneamento em Minas, porque há uma responsabilidade das empresas que se propõe a prestar o serviço. Eu vou pedir também ao Governo de Minas e a COPASA que revise e cancele as contas dos moradores que estão enfrentando esse problema em Paracatu.”finalizou.

 

Fonte: Paracatu.net

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou hoje (24) uma proposta de reajuste de quase 43% sobre o atual valor da bandeira tarifária vermelha patamar 2, a mais cara do sistema, cobrada sempre que as usinas térmicas mais onerosas precisam ser mantidas ativas para suprir a alta demanda de consumo de energia.

 

A proposta será submetida à consulta pública, podendo sofrer mudanças. Se o reajuste for aprovado, quando a bandeira vermelha patamar 2 for acionada, os consumidores deixarão de pagar os atuais R$ 3,50 para cada 100 quilowatts-hora (kWh) e passarão a pagar R$ 5 de taxa extra, já a partir de novembro.

 

A agência também sugeriu alteração da bandeira tarifária amarela, que poderá ficar 50% mais barata, passando de R$ 2 para R$ 1 de cobrança extra a cada 100 kWh. A bandeira amarela é a primeira da escala de cobrança adicional na conta de luz.

 

Segundo a Aneel, o objetivo da medida é reajustar os valores que as distribuidoras cobram dos consumidores para custear a compra de energia elétrica – custos que aumentam sempre que as usinas térmicas precisam ser acionadas para suprir o mercado consumidor, devido ao baixo nível de água nos reservatórios das hidrelétricas, que são a principal fonte de abastecimento no setor elétrico brasileiro.

 

A bandeira vermelha patamar 2, a mais cara do sistema, foi acionada no início deste mês pela primeira vez desde que a bandeira vermelha foi desmembrada em duas, em janeiro de 2016. No mês passado, estava em vigor a bandeira amarela.

O acionamento da bandeira vermelha 2 foi adotado devido à baixa vazão das usinas hidrelétricas, já que as chuvas em setembro ficaram abaixo da média.

 

Nesta sexta-feira (27), a Aneel divulgará a bandeira tarifária que estará em vigor em novembro.

 

Fonte: Agência Brasil

Pagina 2 de 358

Terça, 23 Janeiro 2018
05:00 - 07:59
Alvorada Sertaneja

Mauricio Araújo

botao01