Rádio Liberdade 87,9
Liberdade FM

Liberdade FM

ABADIA DOS DOURADOS - No dia 13, por volta de 05h50min, a Policia Militar compareceu a Santa Casa de Misericórdia, onde foi informada por uma senhora, que sua filha de 14 anos estava com duas amigas oriundas da cidade de Monte Carmelo/MG na festa de Nossa Senhora da Abadia e chegaram a sua residência por volta das 02h00m onde teriam o descanso noturno.

Posteriormente, a mesma foi acordada por sua filha que relatou que sua amiga, Maria Eduarda Martins Silva, de 14 anos,  não acordou e se encontrava fria. De imediato a vítima foi levada para a Santa Casa de Misericórdia de Abadia dos Dourados onde já chegou sem sinais vitais, sendo atestado o óbito pelo médico plantonista.

O médico de plantão relatou que a menor apresentava forte odor etílico e vômito em suas vestes e cabelo, e não foi visualizada agressões em seu corpo.

Devido causa indefinida da morte, o médico encaminhou o corpo, por meio da Funerária São Vicente de Paula, ao IML de Patrocínio/MG, local onde foi realizada a necropsia. 

Fonte: Patos Agora

Quatro pessoas da mesma família morreram após um acidente na manhã deste sábado (12) na MG-190 em Abadia dos Dourados. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o acidente ocorreu no km 6 da rodovia, por volta das 9h40. As vítimas estavam em um carro com placas de Uberaba.

Segundo as informações de testemunhas, houve uma colisão frontal entre o carro e uma caminhonete, que tinha placas de Monte Carmelo. Ainda de acordo com os bombeiros, com o impacto, o carro caiu em uma ribanceira de cerca de dois metros e três dos ocupantes morreram no local. Uma quarta ocupante do veículo chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos.
As vítimas são de uma das famílias tradicionais do município de Vazante, a família dos Guimarães, a empresária Leila Guimarães, além dela, morreram o filho dela Bernardo, de 10 anos, a irmã dela Celi, de 53 anos, e sobrinha Thalyta. Uma adolescente, de 12 anos, que é filha de Leila e também estava no carro, foi socorrida e está no Pronto-Socorro de Monte Carmelo. Ela não corre risco de morte.
A perícia técnica foi acionada e esteve no local do acidente. Segundo os bombeiros, outros dois veículos também se envolveram no acidente.
Segundo o Sargento Cristiano Pereira do Corpo de Bombeiros de Araguari e o Sargento Sidionor da Polícia Rodoviária, o condutor da caminhonete VW Amarock fez uma ultrapassagem indevida provocando a colisão frontal com HyundaiIX 35 (ocupado pelos vazantinos) que caiu em uma ribanceira, tipo uma grota, num terreno de erosão, com 05 ocupantes que ficaram presos nas ferragens. Uma carreta e uma caravan também se envolveram no acidente.
 

A jovem Marianne Cristinny Garcia Prainha, 14 anos, conquistou na última semana — em Uberaba — a medalha de prata nos Jogos Escolares de Minas Gerais, etapa estadual. A conquista veio depois de uma trajetória vitoriosa, desde a etapa regional, em Vazante. 
Aluna da escola JK, Marianne trouxe na bagagem, além do troféu, a alegria em poder representar tão bem nosso município. Ao lado do prefeito Jacques Soares Guimarães e o diretor da escola onde estuda, Ronaldo Borges (foto), externou a satisfação pelo triunfo:
— Foi uma honra, pois são poucas as pessoa que têm a minha idade que conseguem chegar a uma etapa tão importante como essa.

 

Fonte: Prefeitura Municipal de Vazante 

Foram finalizadas, em Claro de Minas, as obras da operação tapa-buracos. O trabalho é uma resposta às reivindicações daquela comunidade que há muito tempo cobrava esse tipo de serviço nas ruas e avenidas daquele distrito. 
Os Serviços começam pela limpeza da área afetada do asfalto. Para garantir maior durabilidade aos trabalhos, a manutenção consiste na aplicação de massa asfáltica a quente, seguida da passagem de um rolo compactador manual em toda área e no entorno do buraco, visando diminuir o impacto da passagem dos veículos sobre a área afetada.

 

Fonte: Prefeitura Municipal de Vazante 

Zezé Di Camargo falou sobre os planos de diminuir a quantidade de shows com o irmão Luciano. A dupla faz cerca de 140 apresentações por ano. "Eu passo por um momento de cansaço, total. Não aguento mais essa coisa de três shows por semana. Para mim, está muito carregado. Não é por causa dos shows. É por causa das viagens. O roteiro mata a gente. As pessoas pensam que um artista chega no palco e tudo bem. Não é. Até chegar ali é uma penitência. Claro que quando você está com 20 e poucos anos, isso é diversão. Mas quando você chega aos 54, como estou, não é mais como era antigamente", explicou o músico, dono de uma personalidade forte. Cantor planeja fazer dois shows por semana.

Zezé disse também ao "G1" que pretende fazer dois shows por semana em vez de três. Assim, somariam cerca de 80 apresentações no ano. "Seria um número maravilhoso. Mas como empresários que somos, tem prioridades que temos que cumprir. Talvez a gente ainda não tenha condições de fazer isso por compromissos assumidos até com a equipe. Até o ano que vem, tolero. Mas passando para o outro, pode ter certeza que não vou fazer mais isso, não", afirmou o pai de Igor, Camilla e Wanessa, de quem teve aprovação em noivado com Graciele Lacerda, alvo de elogios do goiano.

'Tenho que pensar um pouco em mim', diz sertanejo
Ainda à publicação, o ex-marido de Zilu Godoi, chamada de bisbilhoteira por Zezé, comentou: "Preciso viver. Estou com 54 anos. Com 60, 70 anos, você ainda tem uma qualidade de vida boa. Vou passar a vida inteira trabalhando? Trabalho desde os 12. Não tenho mais condição para isso, não. Tenho que pensar um pouco em mim". Questionado sobre o que faz com o tempo livre, o artista, s em papas na língua , respondeu: "Sou muito caseiro. Às vezes, nem vou ao escritório, que é perto de casa. Tenho escritório dentro do bolso, que é o celular. Resolvo tudo pelo celular. Procuro dormir o máximo que posso e deixo para ir para o show quase que em cima da hora. Geralmente, o Luciano atende primeiro do que eu e eu procuro esticar o máximo que puder para descansar. "

Fonte: Terra /Patrícia Dias

O salário mínimo em 2018 será de R$ 979. O reajuste de 4,5% está previsto na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), sancionada pelo governo e publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (9). Com isso, o salário mínimo que atualmente é de R$ 937, terá um aumento de R$ 42,00.

Sancionada com vetos, a LDO estabelece metas e prioridades do governo para o próximo ano e orienta a elaboração da lei orçamentária anual.

Fonte: O Tempo

Adolescentes que brincavam em um campo de futebol na cidade de Lagamar flagraram uma mulher agredindo um cão abandonado. O vídeo foi postado nas redes sociais e tem causado revolta entre os moradores. Assim como em muitas cidades, Lagamar também não dispõe de abrigos para animais abandonados.

A mulher usa uma vara de madeira para agredir o animal. Os adolescentes pedem para que ela pare de bater no cachorro. Depois de algum tempo, o animal foge para o centro do gramado, tão assustado que quando um dos adolescentes se aproxima para prestar socorro, ele ainda chora por pensar que vai ser agredido de novo.

Segundo testemunhas, o vídeo mostra apenas parte das agressões. Outro homem teria ferido o animal a tijoladas. As imagens foram postadas nas redes sociais e têm causado revolta entre os moradores da cidade de Lagamar. Além disso, as imagens chamaram a atenção para o problema que existe na cidade.

Diante de toda a repercussão, um grupo de amigos da cidade de Lagamar decidiu agir. Eles uniram esforços e estão se dedicando para acolher não só o animal agredido nessa segunda-feira (07), mas também outros animais que estão abandonados pelas ruas.

O grupo de amigos também pretende oferecer assistência e alimentação aos cães abandonados e para isso está contando também com a ajuda da população. As pessoas que quiserem fazer doação para a causa podem entrar em contato com os integrantes do Centro de Ajuda Animal – CAA – pelo telefone (34) 99805 6403.

Fonte: Patos Hoje

Com o intuito de suprir uma demanda técnica das pequenas cidades de Minas Gerais, a Associação Mineira de Municípios (AMM) dá início ao projeto “AMM nos Municípios – Encontros nas Macrorregiões”, que vai contemplar 30 cidades de cada uma das 10 macrorregiões do estado, alcançando os 853 municípios mineiros.

O próximo encontro será em Guarda-Mor, no Noroeste de Minas, no dia 18 de agosto de 2017. Os municípios de Andradas, no Sul de Minas, e Itapagipe, no Triângulo Mineiro, já receberam o encontro. O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais (Crea-Minas) é um dos parceiros da AMM neste projeto de interiorização.

A iniciativa tem como finalidade promover reuniões para que os gestores e servidores públicos das cidades do interior de Minas Gerais tenham a oportunidade de discutir e debater temas de necessidade da sua região, além de reivindicarem ações e mais desenvolvimento. O Crea-Minas vai contribuir com sua experiência dos Encontros Regionais - Políticas Públicas e Corresponsabilidade Social, realizados entre 2012 e 2013.

Os encontros mobilizaram 6700 profissionais da área tecnológica em 60 cidades de 12 regiões de Minas. Por meio de reuniões e debates, foram produzidos 11 cadernos técnicos, com 1248 proposições técnicas alinhadas aos eixos temáticos Meio ambiente, Rodovias, Urbanicidade, Impacto das Chuvas e Alimentos.

Segundo o coordenador de políticas públicas do Crea-Minas, engenheiro civil José do Carmo Dias, o projeto da AMM será uma oportunidade para divulgar as políticas públicas da engenharia às novas administrações municipais, além de qualificar agentes públicos e técnicos que integram o Sistema Confea/Crea. “Em cada um dos encontros, vamos ministrar uma palestra técnica, demonstrando a importância das funções tecnológicas e do engenheiro como elemento fundamental para busca de soluções na formação do desenvolvimento econômico e social”, comenta. Segundo ele, serão distribuídos os cadernos resultantes dos Encontros Regionais com as principais necessidades técnicas de cada uma das 12 Regionais do Crea-Minas.

Além do Crea-Minas, o projeto tem como parceiros o Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCE/MG), Ministério Público do Estado de Minas Gerais (MP/MG),o Governo do Estado de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Cidades e de Integração Regional (Secir/Subsecretaria de Integração Regional) e da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), e apoio institucional da Assembléia Legislativa do Estado de Minas Gerais (ALMG) e da Confederação Nacional de Municípios (CNM).

Serviços

Data: 18/08/2017
Horário: 8h
Local: Câmara Municipal – Rua Sete Lagoas, 155 – Centro - Guarda-Mor

Pedro Machado / Estagiário da Assessoria de Imprensa

Fonte: Paracatunews

Durante o inverno são registrados valores baixos de chuva em todo o estado, e a atmosfera torna-se mais seca, podendo atingir índices de 20% ou inferiores, em alguns dias. Portanto, com a incidência desse tipo de clima, a Cemig alerta para as recorrentes queimadas que podem provocar interrupções no fornecimento de energia elétrica, além dos sérios prejuízos ambientais inerentes a essas ocorrências.

De acordo com informações da empresa, em 2016 ocorreram 471 desligamentos em virtude de incêndios, que afetaram mais de 267 mil consumidores no estado. Somente no primeiro semestre deste ano, foram 92 interrupções que prejudicaram o fornecimento de energia para mais de 41 mil clientes da companhia, mais do que o dobro no mesmo período do ano passado.

De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), até o início de julho, aconteceram 880 focos de incêndios em Minas Gerais. Mas é a partir do segundo semestre que essa prática aumenta e causa ainda mais prejuízos à população, à fauna e à flora.

No segundo semestre do ano passado, por exemplo, a Cemig registrou 385 ocorrências de incêndios que atingiram a rede elétrica, causando o desligamento de energia para aproximadamente 252 mil consumidores, ou 94% dos consumidores afetados em todo o ano passado.

Ao atingir redes de distribuição, os incêndios podem provocar a queima de postes e cruzetas de madeira e, consequentemente, o rompimento dessas estruturas e de cabos condutores.

O engenheiro eletricista Rodrigo Damasceno, do Centro de Operação da Distribuição da Cemig, destaca que, nesses casos, é necessário substituir os materiais, atividade que exige um tempo maior para religar os circuitos atingidos.

“Há também o risco de curtos-circuitos em linhas de transmissão e de distribuição de energia elétrica, causados pelo aquecimento do ar nas proximidades dos cabos condutores”, ressalta o engenheiro.

Outro problema que pode contribuir para aumentar a incidência de queimadas são os balões, que podem causar incêndios de grandes proporções, quando atingem o chão ou tocam a rede elétrica.

A proximidade do balão das linhas de transmissão ou de distribuição de energia também provoca o aquecimento dos cabos, provocando curtos-circuitos, rompimentos e desligamentos de grandes trechos.

Para minimizar os danos causados pelas queimadas e já se antecipando ao período seco, a Cemig realiza anualmente ações preventivas, investindo cerca de R$ 4 milhões em ações de limpeza de faixa, com a poda de árvores e vegetações, execução de aceiro ao pé das torres e aplicação de pintura antichamas nos postes de madeira em locais de risco.

Além dos riscos para o setor elétrico, as queimadas prejudicam a visibilidade nas estradas, reduzem a produtividade da terra nas áreas de cultivo, provocam aumento da poluição e afetam a qualidade do ar. Os incêndios causam também inúmeros problemas ambientais e colocam em risco a vida de diversas espécies da fauna brasileira.

Dicas para evitar queimadas

De acordo com a Cemig, as principais causas de incêndios florestais em Minas Gerais são a queima preparatória de pastos e de terrenos para plantio, especialmente em períodos de altas temperaturas e baixa umidade do ar, além da queima de lixos, tocos de cigarros jogados em beiras de estradas, atingindo a vegetação seca, e descargas atmosféricas (raios). Para ajudar a diminuir os focos, a empresa recomenda:

– Fazer queimadas somente com autorização do IEF (0800 283 2323), Ibama ou órgãos competentes e de forma controlada, com a construção de aceiros e barreiras que impeçam a propagação das chamas. O aceiro pode ser feito por meio de valas ou da limpeza do terreno, de modo a obstruir a passagem do fogo.

– Não jogar pontas de cigarro próximo a qualquer tipo de vegetação.

– Apagar com água o resto do fogo em acampamentos para evitar que o vento leve as brasas para a mata.

– Não realizar queimadas a menos de 15 metros de rodovias, de ferrovias e do limite das faixas de segurança das linhas de transmissão e distribuição de energia elétrica.

A Cemig ressalta que é proibido o uso de fogo em áreas de reservas ecológicas, preservação permanente e parques florestais. De acordo com a legislação, o indivíduo que cometer o crime ambiental terá que responder a processo, com possibilidade de prisão, e deverá pagar multa pelo dano ambiental causado.

Em caso de incêndios, o Corpo de Bombeiros (193) ou as Brigadas Voluntárias de Combate a Incêndios Florestais devem ser avisados o mais depressa possível.

Fonte: Agência Minas

Depois de certo tempo de discussão – se a Operação Romaria aconteceria ou não – finalmente foi decidido que a Polícia Rodoviária Estadual (PRE-MG) estará presente dando suporte aos romeiros que participarão das caminhadas a Andrequicé e a Romaria. A previsão é de que 1,5 mil romeiros farão a travessia a pé e muitos irão de carro somente na terça (15/08).

Segundo o tenente Paulo César, a polícia Rodoviária estará presente tanto no trajeto de Andrequicé quanto no para Romaria. Seja nos postos de ajuda localizados em pontos estratégicos do percurso, seja orientando os romeiros em maneiras de evitar erros que possam causar acidentes.

Para todos aqueles que estiverem com planos de começar a caminhada – ou nela já estiverem – o tenente Paulo orienta que os romeiros andem em fila indiana (evitando andar lado a lado), use o colete refletor para estar visível aos motoristas que estiverem trafegando pelos trajetos da caminhada. E para quem estiver atrás do volante ele recomenda: “andem em velocidade mais reduzida, visto que crianças e adolescentes estarão também dentre as pessoas que farão as caminhadas”.

Para aqueles que não conseguirem ir à cidade de Romaria ou a Andrequicé, podem participar da quinta edição da caminhada promovida na festa da paróquia de Nossa Senhora da Abadia de Patos de Minas. Os participantes poderão contribuir com a construção do Centro Pastoral (que abrigará os romeiros e fieis de passagem por Patos), comprando artigos religiosos e quitandas nas barraquinhas. A reunião na frente da paróquia será às 23h (não é necessário se inscrever) em seguida acontecerá a bênção para o início da procissão.

O trajeto programado para os fieis é de 23 km e irá até a av. Marabá, depois seguirá para a MG-354, até chegarem à av. JK e realizar o retorno a igreja – que acontecerá entre as 4h e as 5h com uma missa iniciada às 5h dedicada aos romeiros.  Segundo o pároco padre Hélio Rodrigues, “carros de apoio estarão disponíveis para as pessoas que necessitarem – de água a lanches -, teremos apoio policial – que é muito importante na rodovia – ainda mais a noite que é um período muito perigoso”.

Fonte:patos já


Terça, 23 Janeiro 2018
05:00 - 07:59
Alvorada Sertaneja

Mauricio Araújo

botao01